como conheci um milionário

11 Sep 2018 20:23
Tags

Previous: Kahoot.it

Back to list of posts

Como conheci um milionário " de Blanche Caffiere
achei o texto "Como conheci um milionário " de Blanche Caffiere, publicado em Seleções do Reader´s digest p. 39 e 40 de outubro de 1996. Compartilhar é preciso! E incluir os jovens para organizar nossos ambientes é fundamental.

Certo dia, em 1965, trabalhando como bibliotecária na Escola de View Ridge, em Seatle, fui abordada por uma professora do 4º grau. Um dos seus alunos acabava sempre os trabalhos antes dos outros e precisava de um desafio. « Posso pô-lo aí para ajudar na biblioteca?», me perguntou ela. «Mande o garoto», respondi.

Pouco depois, aparecia um menino magro e louro, de jeans e camiseta. « Tem trabalho aí para mim?», perguntou.

Expliquei-lhe o Sistema Decimal de Dewey para arrumar os livros nas prateleiras, e ele pegou a coisa de imediato. Mostrei-lhe depois uma pilha de livros há muito por devolver, mas que eu começava a desconfiar de que já tinham sido devolvidos. Deviam estar misturados com os errados. Ele perguntou: « É uma
espécie de trabalho de detective?» Respondi que sim, e o garoto tornou um investigador incansável.

Quando a professora abriu a porta e anunciou «Recreio!» ele já tinha encontrado três livros que estavam com os cartões errados. Argumentou que queria acabar o trabalho, mas ela contrapôs a necessidade de se ter de apanhar ar, e ele teve mesmo de ir.

Na manhã seguinte, chegou cedo: « Quero acabar de encontrar aqueles livros», me disse. No final do dia, quando me pediu que o aceitasse como bibliotecário, foi-me fácil dizer que sim. Ele era incansável.

Algumas semanas depois, encontrei um bilhete na minha secretária convidando-me para jantar em casa dele. Aceitei e, no final de uma noite agradável, sua mãe anunciou que iam
mudar-se para outra zona escolar. Segundo me disse, a preocupação principal de seu filho era deixar a biblioteca de View Ridge. « Quem é que vai encontrar os livros que sumiram? », perguntava ele.

Quando o dia da partida chegou, eu lhe dei um adeus relutante.
Apesar de, no princípio, ele me ter parecido um garoto comum, o seu zelo fizera que se destacasse.

Senti a sua falta, mas não por muito tempo. Alguns dias depois, ele irrompeu pela minha porta, anunciando: «A bibliotecária de lá não deixa os alunos trabalharem na biblioteca e a minha mãe me transferiu de novo para View Ridge. Meu pai me traz todos os dias, de passagem para o trabalho. E se ele não puder, venho a pé.»

Eu devia ter pressentido que uma determinação grande levaria aquele menino até onde quisesse. O que não podia adivinhar é que ele se tornaria um mago da idade da informática: Bill Gates, patrão da Microsoft e o homem mais rico dos EUA.

Condesado de «The Christian Science Monitor» c 1995 De Blanche Caffiere <The Christian Scinece Monitor> (20 de julho de 1995) Boston, Massachusetts.
FONTE: CAFFIERE, Blanche. Como conheci um milionário. Seleçoes do Reader´s Digest p. 39-40 out. 1996.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License